Jon

Xarope para ajudar as abelhas no inverno

No inverno, com a baixa florada, muitas vezes as abelhas precisam de uma suplementação alimentar, e você pode fazer um xarope para ajudar as abelhas no inverno.

Antes de tudo é preciso lembrar que nada substituí a alimentação fornecida pelas flores, e que um bom meliponicultor deve plantar diversas espécies de plantas, que forneçam pólen, néctar e resinas em diferentes períodos do ano, de forma que as abelhas não fiquem sem poder coletar seus alimentos. Além disso, a suplementação alimentar só deve ser feita em períodos de inverno, seca ou escassez excepcional de recursos, bem como quando as colônias estão enfraquecidas (como explicamos melhor aqui).

Feitos os devidos esclarecimentos, vamos aos ingredientes da receita básica de xarope para abelhas sem ferrão:

  • Água
  • Açúcar
  • E limão, se quiser e tiver.

Isso mesmo pessoal, nessa receita simples você só vai precisar de água e açúcar. O açúcar pode ser cristal, mascavo, demerara ou refinado. O açúcar demerara é o que passa por menos processos de beneficiamento, e os com certificação orgânica tem um atestado de não utilizarem agrotóxicos em seu processo produtivo.

O primeiro passo da receita é misturar a água e o açúcar.

A proporção de água e açúcar varia muito de receita para receita, mas muitos meliponicultores utilizam metade de água e metade de açúcar. Outros fazem com mais açúcar ou mais água. Eu particularmente vario a concentração de água de acordo com o clima, quando o clima está mais úmido eu faço o xarope mais grosso e quando está mais seco eu faço mais ralo, para ajudar as abelhas a manterem a umidade interna do ninho estável.

O segundo passo é aquecer a mistura

Aquecer a mistura ajuda na dissolução do açúcar na água e a tornar a mistura mais homogênea.

Caso você queira e possa, vale a pena misturar um pouco de suco de limão no xarope, para ajudar a quebrar as moléculas de açúcar e ajudar as abelhas.

Depois disso, basta colocar no alimentador para abelhas sem ferrão (que você aprende a fazer aqui)

Voltando ao assunto da concentração de açúcar, acho muito relevante ilustrar com um comentário feito pelo Paulo Cesar Fernandes, o PC, técnico aposentado do laboratório de abelhas da USP : ” Nem sempre as abelhas vão precisar de xarope grosso, nem sempre vão precisar de xarope ralo. Você pode até gostar de feijoada, mas tem dia que tudo o que você precisa é de uma sopinha. Se olhar nas flores vai ver que elas tem concentrações maiores ou menores de açúcar no néctar”.

O exemplo é muito bom, e demonstra como o meliponicultor deve testar diferentes concentrações de xarope e ver qual é melhor aceita pelas abelha, e como isso pode variar de espécie para espécie, bem como de acordo com o clima e a disponibilidade de alimento natural.

IMPORTANTE: observe sempre se as abelhas estão consumindo ou não o xarope, se sim, tudo bem. Se não nunca deixe o xarope restante dentro da colônia por mais de dois dias, pois a fermentação pode atrair predadores. Ao substituir o xarope, tente outras proporções de água e açúcar.

 

Bom pessoal, por hoje é só. Espero que esse texto os ajude a cuidar das abelhas no inverno, e espero trazer mais dicas como essa (algumas mais avançadas) em breve.

 

 

 

  • Alessandro Sviercoski

    Quanto de suco de limão pra quanto de xarope?

  • Eduardo Baungartner

    Tive pensando,gostaria de uma opiniao,seria possivel alimentar minhas abelhas com a agua da beterraba,pois a beterraba tem seu acucar proprio!

    • Celso Barbiéri

      Olá Eduardo, acredito que cabe fazer o teste. Talvez a água de beterraba não tenha uma concentração de açúcar que interesse as abelhas, mas faça o teste, não esqueça de retirar qualquer excesso após 48 horas.

  • Van

    Ola. Bom dia. Moro no Rio de Janeiro e crio Jatai no 5°andar do apartamento há 1 ano.
    Gostaria de saber porque elas não aceitam o xarope?
    Já fiz de todo tipo, com e sem limão, ralo e grosso.
    Já fiz também bombom de pólen e elas não aceitaram.
    Se puder ajudar, agradeço muito.
    Ivan.
    021 979214373