Capa

Livro sobre abelhas sem ferrão! O elo invisível

No próximo dia 29 de Julho de 2017 será lançado o livro “O elo invisível” de Gustavo e Simone Lassala, com ilustrações de Jennifer Sá, se trata de um livro voltado para o público infantil,  que trata da importância de nossas abelhas nativas sem ferrão.  Dada a importância de iniciativas como essa, nós  da SOS Abelhas sem Ferrão pedimos para o Gustavo Lassala, professor universitário (Mackenzie) falar mais sobre o projeto, e ele prontamente nos concedeu uma entrevista.

SOS ABELHAS SEM FERRÃO –  O que lhe despertou o interesse sobre as abelhas sem ferrão?

LASSALA– Comecei criando abelhas sem ferrão por acaso, quando precisei fazer uma obra em casa e tinha uma abelha (Iraí) no muro. Fiquei empolgado quando escorreu mel do muro e fui pesquisar sobre o assunto para não perder o enxame. No fim das contas elas passaram a ocupar importância na minha vida e no cotidiano da família, passei a cria-las como hobby. Por ser professor universitário comecei a me envolver naturalmente com educação ambiental promovendo encontros para falar sobre as abelhas nativas, depois idealizei um projeto de Lei para proteção desses insetos no Município e agora esse projeto do livro infantil pensado em conjunto com a minha esposa que é pedagoga.

SOS ABELHAS SEM FERRÃO– Qual a importância delas na sua opinião?

LASSALA – As abelhas nativas são criadas na chácara onde moramos, muito próximas da nossa circulação e desde o começo, houve um envolvimento bastante imediato e intenso com o assunto, inclusive por se tratar de um ser vivo que tem uma importância fundamental na reprodução de espécies vegetais e, por isso, traduz uma preocupação ambiental frente ao colapso ambiental que vivemos atualmente.

SOS ABELHAS SEM FERRÃO –  Você acha que qualquer pessoa pode se envolver com as abelhas sem ferrão?

LASSALA – O envolvimento com as abelhas é primordialmente uma atividade preservacionista voluntária que advém de um modo de vida mais natural e holístico, mas acredito que o livro é um passo importante na medida em que extrapola uma situação específica vivenciada localmente e amplia o acesso dessa informação, começando com as crianças que podem, de fato, mudar a realidade no futuro. Ademais, as abelhas nativas podem ser manejadas por qualquer pessoa, inclusive crianças e idosos sem qualquer equipamento de proteção, o que abre uma possibilidade real para levar essa cultura para situações que tenham o meio ambiente como eixo temático.

SOS ABELHAS SEM FERRÃO – Como foi escrever um livro com um tema tão importante, trabalhando dentro do seu núcleo familiar?

LASSALA – Idealizei o livro “O elo invisível” por conta do meu envolvimento com o assunto, mas tinha dificuldade em adaptar o conteúdo para uma linguagem infantil, foi então que minha esposa que é pedagoga, com mestrado em educação e trabalha faz muitos anos com educação básica incorporou uma narrativa literária ao projeto com a participação do nosso filho Benito como personagem, situações cotidianas que vivenciamos, mas não esquecendo das abelhas como mote principal da história. Selecionamos três espécies de abelhas nativas para atuarem como protagonistas: Mirim Preguiça, Mandaçaia e Jataí.

SOS ABELHAS SEM FERRÃO -Você pode nos falar mais sobre o livro “O elo invisível” ?

LASSALA – Para viabilizar o livro entramos em contato com algumas editoras, mas quando tratamos do projeto com o Alex Mazzini, da editora Altamira, além de sermos muito bem recebidos, percebemos que ele realmente acreditava no projeto como algo com valor agregado, uma mensagem positiva frente a complicada situação ambiental que vivemos atualmente. A metodologia de criação do livro, tem, portanto, relação direta com a ideologia do “O elo invisível”, de modo que achamos necessário contar um pouco desse processo na parte final do livro.

SOS ABELHAS SEM FERRÃO -Como foi o processo criativo junto da ilustradora Jennifer Sá ?

A ideia ganhou corpo com a visita da equipe da editora em casa para conhecer as abelhas ao vivo e a participação da talentosa ilustradora Jennifer Sá. Acredito que conseguimos construir um processo colaborativo de criação que agregou muito tanto para nós quanto para a editora e, com este espírito tão positivo, poderá agregar também para as pessoas que puderem e que estiverem dispostas a entrar em contato com a obra.

SOS ABELHAS SEM FERRÃO -Quais são suas expectativas para o lançamento do “O elo invisível” ?

LASSALA – A nossa expectativa é que o livro possa ser capaz de se tornar parte central de projetos pedagógicos que tenham o meio ambiente e a cultura nacional como eixo temático pois além do tema ambiental temos uma questão cultural importante, as abelhas nativas eram e são manejadas por índios desde antes da chegada dos colonizadores e da vinda das abelhas europeias e africanas para o Brasil.

Nós da SOS Abelhas sem Ferrão desejamos muito sucesso para esse projeto de Gustavo e Simone Lassala, e esperamos que seja mais uma forma de polinizar esse conhecimento sobre as abelhas nativas e respeito ao meio ambiente em cada criança que ler o livro.

 O Lançamento do livro será no dia 29/07/2017 na feira de impressões Paisagem, no Parque Municipal em Vinhedo, SP. Endereço: Estrada da Boiada, S/N – Portal, Vinhedo – SP. O evento contará com  Contação de História com Suzana Diniz às 14h no quiosque do parque e exposição de abelhas nativas em caixas didáticas, para que todos possam conhecer as abelhas sem ferrão pessoalmente.

Após o lançamento os livros poderam ser adquiridos diretamente pelo site da editora Altamira.

Celso Barbiéri

Mestrando em Sustentabilidade e Bacharel em Gestão Ambiental pela USP. Diretor técnico-científico da SOS Abelhas sem Ferrão. Atualmente pesquisando abelhas sem ferrão, meliponicultura e ecologia urbana. Interessado em divulgação científica e em mostrar para as pessoas que aprender pode ser divertido. Praticante de Karatê, entusiasta de literatura fantástica e ficção científica. Jogador competitivo de Pokémon e fã de animes e mangás nas horas vagas.