Foto Jorge

Alimentador de abelhas sem ferrão

Hoje vamos falar um pouco de uma das ferramentas mais básicas da meliponicultura, o alimentador de abelhas sem ferrão. O alimentador de abelhas sem ferrão é utilizado como recipiente para a deposição do alimento energético artificial fornecido em épocas de baixa florada, ou em enxames que estão debilitados ( confira mais em nosso post sobre nutrição).

Existem diversos modelos de alimentadores de abelhas sem ferrão, mas aqui, a princípio vamos nos focar nos dois mais básicos.

Alimentador Interno: utilizado dentro das caixas racionais para meliponicultura. Recomendamos que fique no módulo de manejo mais alto da caixa, assim você não precisa abrir o ninho todo a cada vez que for alimentar, e pensando que alimentação geralmente é dada no frio, evita a perda de calor da colônia.

Você vai precisar de:

1 estilete; 1 potinho de iogurte ou leite fermentado (vazio e lavado); 1 varetas quebradas, ou palitos de sorvete.

O tamanho do potinho quem define é você, tem quem goste de potinhos maiores ou menores, mas fica ao critério do meliponicultor ou meliponicultora.  O potinho utilizado é meramente ilustrativo, use o que quiser ou tiver disponível.

Passo 1: Cortar o potinho de leite fermentado em uma altura que caiba na caixa;

Passo 2:  Cortar as varetas, ou pedaços de palito que servirão como flutuadores, ajudando as abelhas a não se afogarem no alimento energético (xarope).

Passo 3: Colocar os flutuadores dentro do potinho. (Fácil né?)

 

Agora que você já sabe fazer o alimentador de abelhas sem ferrão de uso interno, vamos para o de uso externo.

Você vai precisar de pedrinhas lisas, como aquelas de aquário, ou pedras de rio; um recipiente que pode ser um vazinho, e novamente um galho verde ou pedaços de palito.

Passo 1: Coloque as pedras no pote, elas vão ajudar as abelhas a terem onde coletar o alimento.

Passo 2: coloque os flutuadores 

 

E está pronto seu alimentador externo. Recomendamos que fixe o alimentador em um suporte, ou pendurado de forma a evitar o acesso de formigas.

Em funcionamento, um alimentador externo fica mais ou menos assim:

Mandaçaias coletando alimento artificial no Meliponário Jacupiranga Foto de Jorge Diogo.

A alimentação artificial é recomendada nos períodos de baixa florada, onde as abelhas sem ferrão tem mais dificuldade de obter seu alimento, dessa forma o stress gerado durante o frio (outono e inverno) é consideravelmente minimizado. Nesse período inclusive, algumas espécies de abelhas sem ferrão entram na chamada “Diapausa reprodutiva“.